Menu

SINDICATO DOS PROFISSIONAIS EM EDUCAÇÃO DO MORENO

14 AGO 2018
14 de Agosto de 2018

Informações e esclarecimentos:

Após a reunião no ministério público de moreno, no dia 26 de julho  de 2018, os professores que encontravam-se presente na prefeitura do moreno, acordaram com a diretoria do SINPREMO, a suspensão da greve e desocupação do prédio da prefeitura, desde que, em contrapartida a gestão municipal se comprometeria com os pontos a seguir:

Pediria o arquivamento do processo de reintegração de posse, nesta comarca, referente ao prédio da prefeitura;

Faria um requerimento para que o setor de mediação do tribunal de justiça de Pernambuco promovesse audiência de conciliação entre as partes, onde seriam discutidos o reajuste salarial, a reposição dos dias de paralisação e outros assuntos de interesse das partes.

A petição seria protocolizada junto ao TJPE, pelo procurador geral do município, disponibilizando cópias da petição, igual sobre o pedido de desistência da ação de reintegração de posse.

Diante do exposto, esclarecemos que todos os passos citados acima já foram executados e estamos tão somente aguardando a decisão do desembargador em marcar a audiência de conciliação.

Assim que obtivermos um posicionamento do tribunal de justiça, informaremos à categoria com antecedência.

Conforme acordado, no dia 26 de julho de 2018, disponibilizaremos um ônibus para levar todos que se dispuserem a participar da audiência, no intuito de lutar pela  conquista dos seus direitos!

Informamos ainda que a pauta de negociação não se resume ao reajuste salarial, os demais pontos deverão ser discutidos com o secretário de educação, dentre eles:

1- Cumprimento da aula atividade;

2- Reforma das escolas;

3- Merenda escolar;

4- Segurança das escolas e outros.

Em relação aos descontos que ocorreram no mês que passou (ou que porventura venha ocorrer no mês em curso), realizados pela gestão ditatória e agressora, esclarecemos que, não foi negociado/conversado/discutido com o sindicato, sendo esta mais uma decisão unilateral e antidemocrática da gestão municipal!

Voltar

Clique aqui para editar.